Consulta ao Bolsa Família 2021 Com CPF – Saiba Como Fazer

PUBLICIDADE

O Bolsa Família é um dos programas sociais mais conhecidos do Brasil. Além disso, ele está ativo em boa parte da população brasileira desde o ano de 2003, ou seja a quase 20 anos. Atualmente são contabilizados cerca de 19 milhões de brasileiros que estão cadastrados  e mais de 124 milhões de beneficiados no geral.

Para que este grande programa funcione com perfeição e atenda com qualidade a população, o Bolsa Família passou por diversas adaptações ao longo de sua história. E com o gigantesco avanço da internet, o Bolsa família pode ser consultado com uso do CPF – Cadastro de Pessoas Físicas, o documento que comprova sua existência em vida.

PUBLICIDADE

Para o ano de 2021, a administração do Bolsa Família facilitou ainda mais a experiência dos usuários que desejam se informar com o benefício. Por isso, ao longo deste artigo você vai encontrar informações atualizadas que te mostram como consultar o Bolsa Família com o CPF.

Se você está cadastrado no programa, e quere saber como está sua real condição no benefício Bolsa Família, leia atentamente as dicas que fazem parte desse texto. Aliás, é bom se manter atualizado porque os benefícios que fazem parte dos programas do governo sempre passam por mudanças que alteram suas estruturas.

Como Consultar o Bolsa Família Com o CPF

Para facilitar seu procedimento de consultar Bolsa Família Com o CPF, nós preparamos um passo a passo que vai te ajudar bastante. Vale lembrar que as informações aqui são feitas através de uma consulta com o aplicativo oficial do Bolsa Família, confira detalhadamente:

Passo 1 – Com seu aparelho celular em mãos, acesse seu aplicativo Bolsa Família. Para Androids, ele está disponível no Google Play. Para iOS Smartphones, ele está disponível no App store.

Passo 2 – Ao acessar seu aplicativo, faça o download com login e senha pessoal.

PUBLICIDADE

Passo 3 – Depois disso, vá na aba MENU e escolha detalhadamente:

  • UF – Estado.
  • Município.
  • Dados familiares.

Passo 4 – Depois de fornecer as informações citadas acima clique na opção de Consultar o Bolsa Família com o CPF, ou NIS – Número de Identificação Social.

Passo 5 – Após adicionar os números requeridos pelo sistema, todos os dados da sua família ficarão disponíveis na tela para que você pode consultar e analisar os valores que está recebendo.

É importante lembrar que todas as pessoas da família podem ter acesso as informações e condições do seu benefício. Por isso, o aplicativo deve estar bem cadastrado em seu aparelho celular para não ter riscos de fraudes e golpes na internet.

Como podemos ver, aqui foram mostradas as informações que fazem parte da chamada “Consulta Pública” do Bolsa Família. Ou seja, ela não tem custos e pode ser realizada com sucesso se o beneficiado fizer o procedimento correto.

Quem Pode Se Cadastrar No Bolsa Família?

Por se tratar de um benefício totalmente voltado para atender as famílias de extrema pobreza do Brasil, o Bolsa Família tem alguns critérios que precisam ser preenchidos por aqueles que desejam se inscrever, confira então as condições:

1 – Comprovar renda mensal per capita de R$ 89,00 reais por pessoa da família. Este valor comprova a extrema pobreza solicitada pelo Bolsa Família.

2 – Para a comprovação de situação de pobreza é necessário comprovar o valor mensal de R$ 178,00 reais por pessoa.

3 – Se você se enquadrar nessa situação, deve procurar a prefeitura do seu município ou o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), os documentos solicitados são os seguintes:

  • Certidão de nascimento;
  • Documento de identificação com foto, sendo necessário conter o RG e CPF, de todos os integrantes da sua família que já possuam o documento;
  • Carteira de Trabalho de todos os integrantes da família que possuam o documento;
  • Carteira de Vacinação de todos os integrantes da família que sejam menores de 14 anos;
  • Comprovante de Matrícula escolar para todos os integrantes da família que sejam menores de 18 anos.

4 – Se você for aprovado em sua solicitação do Bolsa Família, é necessário encontrar um representante legal para ter o direito de sacar mensalmente o valor definido em seu benefício.

O saque é realizado nos postos de atendimento da CEF – Caixa Econômica Federal, ou nas lotéricas, ou nos caixas 24 horas, e estão a disposição dos beneficiários com datas que se encaixam detalhadamente no calendário de pagamento feito pelo governo federal.

PUBLICIDADE