Imposto de Renda 2021 – Receita libera consulta ao 2º lote

Publicidade

Vamos saber tudo sobre o segundo lote do Imposto de Renda 2021, vamos entender como funcionará todo o processo. Se você é contribuinte, seja pessoa física ou pessoa jurídica, vale a pena acompanhar esse artigo para sanar todas as suas dúvidas relacionadas ao segundo lote.

A Receita Federal, informou que já está liberado a partir do dia 23 de junho, o segundo lote para pessoas que tenham imposto a ser restituído, ou seja, para pessoas com restituição do Imposto relativo a 2021. Já no dia 30 de junho, é possível começar a receber a restituição.

Publicidade

Para o Imposto de renda 2021, o crédito de restituição, já estará disponível para mais de 4 milhões de contribuintes, somando mais de 6 bilhões de reais. Vale lembrar que nunca na história, Imposto de Renda teve tanta restituição como no ano de 2021. Realmente é muita gente!

Imposto de Renda 2021
Imagem: (Google) Imposto de Renda 2021

Restituição do Imposto de Renda 2021

Outra informação importante, é que os idosos com mais de 80 anos, possui prioridade na ordem de recebimento da restituição do Imposto de Renda 2021, são mais de 97.000 contribuintes, no caso de contribuintes de 60 até 79 anos, são mais de 77.0000 pessoas.

Existe também uma prioridade legal para pessoas que possuem algum tipo de deficiência seja ela mental ou física, ou ainda qualquer moléstia que seja considerada grave, nesses casos são mais de 38.500 pessoas, que, em geral, têm a sua fonte de renda através do magistério.

Para saber a sua ordem de recebimento, o contribuinte poderá consultar diretamente no site da Receita Federal, Bastando dar um clique na opção ”meu imposto de renda”, e logo após é preciso clicar em ”consultar restituição”. É possível também fazer a consulta pelo aplicativo ”meu imposto de renda”.

Pendências do imposto de renda de 2021

Caso o usuário possua qualquer tipo de pendência, ou ainda qualquer impedimento para receber a sua restituição, é possível também consultar através do site citado acima, a plataforma é muito rápida, e em poucos cliques é possível consultar todas as pendências relativas ao CPF do contribuinte e que dizem respeito à impedimento de restituição do imposto.

Publicidade

Caso o contribuinte seja incluído na malha fina, ou ainda possua mais pendências, ou inconsistências, é preciso enviar uma nova declaração, ou seja, a declaração retificadora, e dessa forma esperar a restituição nos próximos lotes. Vale a pena ter um cuidado especial na hora de fazer a declaração.

Vale lembrar, que o prazo para entrega das declarações, foi prorrogado especialmente nesse ano de 2021 devido à pandemia, esse prazo foi estendido até o dia 31 de maio, por isso mesmo, é preciso entender quando foi entregue a sua declaração, para saber quando vai receber a restituição.

Como receber a restituição

Caso o contribuinte tenha imposto a receber, esse valor será depositado diretamente na sua conta bancária, que foi naturalmente informada na sua declaração de imposto de renda do ano de 2021, se o valor não for creditado em sua conta, é possível que você procure uma agência do Banco do Brasil para fazer o saque direto.

Para estes casos, o contribuinte poderá reagendar de forma rápida o crédito de seus valores através do portal BB, ou ainda fazendo uma ligação telefônica para central do Banco do Brasil, (4640001) no caso das capitais, ou ainda o (0800-7290001) para as outras cidades, existe também a opção para deficientes auditivos nesses atendimentos.

Por isso mesmo, a dica é sempre caprichar na hora de fazer a sua declaração de imposto de renda, para poder receber a restituição já no primeiro lote, ou no máximo no segundo lote, é preciso cuidado na hora de preencher os dados e realmente entender como funciona todo mecanismo através do software da Receita Federal.

Dicas na hora de fazer a declaração de imposto de renda

  • A primeira dica é relevante, é entregar a sua declaração o mais rápido possível para dessa forma já receber a restituição no primeiro lote.
  • A segunda dica interessante, é você preencher os dados com muita atenção, pois dessa forma evita retificação, ou ainda maiores problemas com a Receita Federal.
  • A terceira dica, é nunca inventar despesas que não existem, pois, caso o contribuinte caia na malha fina, terá grandes problemas com a Receita Federal.
  • E a última dica, é fazer a declaração com um profissional, caso você não consiga você mesmo realizar a sua própria declaração de imposto.

Como fazer a declaração de imposto de renda

Caso o usuário já esteja acostumado a fazer a sua declaração, não será preciso ler essa última parte do artigo, mas se você deseja a partir desse ano fazer a sua própria declaração de imposto de renda, basta você baixar e instalar o software da Receita Federal e seguir o passo-a-passo.

Se você não é uma pessoa com costume de trabalhar com softwares, ou ainda tem dificuldade no mundo digital, a dica é procurar um contador profissional, para dessa forma fazer essa declaração sem maiores problemas.

Para mais informações acesse a nossa categoria de aplicativos. Boa sorte!

Publicidade