Imposto de renda 2021 – Como saber se caiu na malha fina

Vamos entender nesse artigo, detalhes sobre o Imposto de Renda 2021, antes disso, é preciso lembrar que esse é um imposto que é pago ao Governo Federal, que incide sobre os ganhos tanto de empresas como de pessoas. Infelizmente com alíquotas bem altas. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O valor a ser pago do Imposto de Renda, é definido através da sua declaração, que precisa ser feita pelos contribuintes e pelas empresas, no entanto, os nossos compromissos com a receita não se encerram aí, existe a possibilidade da declaração cair na malha fina.

Por isso é importante entender afundo o imposto de renda 2021, pois ninguém quer cair na malha fina, que nada mais é do que quando o governo encontra falhas ou falta de coerência nas informações que o contribuinte enviou através de declaração.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Imposto de renda 2021
Imagem: (Google) Imposto de renda 2021

Imposto de Renda 2021 –  Malha fina

Caso o contribuinte tenha caído na malha fina, é preciso frisar que pagamentos de restituição, são feitos através de lotes residuais, ou seja, após as correções dos possíveis erros, caso o contribuinte tenha mais restituição a receber, é preciso enviar a declaração retificadora.

Uma dica importante; caso o contribuinte não saiba como fazer a sua declaração de forma correta, contrate um contador especializado, para evitar dores de cabeças com leão, mas caso você já tem o costume de fazer a declaração, e tenha caído na malha fina, é preciso saber como encontrar essas informações.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Muitas pessoas acabam preenchendo a sua declaração de imposto de renda de forma errada, e muitas vezes essas informações não são aceitas pelo governo, exatamente pela incoerência ou pela inconsistência dos dados, por isso mesmo é preciso aprender a fazer a sua declaração.

Imposto de Renda 2021 – Consulta Malha fina

  • Primeiramente para saber se a sua declaração caiu na malha fina, é preciso acessar o serviço que está disponível para atender os contribuintes.
  • Em seguida é preciso preencher os campos com o seu CPF, e a sua senha. Caso seja a primeira vez que você vai acessar a plataforma é possível criar a sua senha do seu login.
  • Na primeira tela, é preciso clicar em ”Meu imposto de renda”, logo apos em ”extrato da DIRPF”.
  • Agora basta acessar a opção ”Processamento”, e selecionar então, ”Extrato do processamento”.
  • Basta agora escolher o ano que deseja ser consultado.

Apresentação dos dados

Feito todo o processo descrito acima, a Receita Federal vai apresentar a situação da sua declaração do imposto de renda no ano de 2021, podendo aparecer que está em ”processamento”, ou ainda ”na fila”, ou também ”com pendências”. É preciso estar atento a esses detalhes.

Sendo que as primeiras opções são as mais comuns, porém a última opção, é motivo para ficar alerta, pois é sinal que sua declaração está com problemas, caso seja esse o seu caso, é possível fazer as correções, vale lembrar que é preciso corrigir o mais rápido possível, para evitar uma possível entrada na malha fina.

Neste caso, a entrada na malha fina por motivos de incoerência, pode gerar dores de cabeças para usuários, como menor restituição, ou pagar mais imposto, ou ainda pagamento de multas previstas na lei. Por isso mesmo é preciso ter coerência ao lançar os dados.

Como fazer a decoração do Imposto 2021 

Para usuários que já estão acostumados a fazer as suas próprias declarações, o sistema não mudou muita coisa em relação ao ano passado, basta baixar o software do imposto de renda de 2021 e lançar os dados. Sempre é bom consultar um profissional em caso de dúvida.

O sistema está mais estável, e é muito inteligente também, sendo que os cálculos são feitos de forma automática bastando que o usuário lance os seus dados, seus ganhos e os seus gastos com dependentes e tudo é feito de forma automática. As deduções precisam ser bem avaliadas.

Vale lembrar também que tanto pessoas físicas como pessoas jurídicas, podem doar parte dos seus impostos para projetos sociais ou culturais, essa opção já está presente no software, no caso da cultura é possível doar até 6% no caso de pessoas físicas, e até 4% em caso de pessoas jurídicas.

Vale a pena pagar para fazer a declaração

A resposta pode ser positiva ou negativa, caso o usuário não tenha nenhuma experiência com informática, ou com softwares, ou não tem conhecimento suficiente para realizar a declaração, a dica é contratar um especialista para evitar problemas com leão.

Caso o usuário tenha intimidade com softwares e com a internet, mas ainda não fez a declaração pelo modo digital, a dica é dar uma breve estudada, pois tudo é muito simples de ser feito, bastando atenção aos dados e aos lançamentos. É bem intuitivo também.

Para mais informações sobre o mundo da internet, acesse a nossa categoria de aplicativos. Boa sorte!

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE